terça-feira, 6 de julho de 2010

Quem dera

    Eu só queria ser menos complicada. Quem me dera não sentir  esse vazio, ou essa falta de ar. Quem dera se eu pudesse escolher outro mundo pra morar. Poder caminhar sem medo, tropeçar e ter forças para levantar. Se ter a agonia de ficar se rastejando.  Quem dera sentir o vento frio tocar meu rosto, olhar o céu no anoitecer, e poder dizer tudo que guardo aqui dentro sem ser julgada, falar tudo e ainda ser entendida. 
  Dói ser tão só, machuca. E dói ainda mais esta rodeada de pessoas e se sentir assim. E eu me sinto tola, por escrever nestes versos mudos minhas mágoas. 
   As vezes me questiono; ''se eu tivesse mais fé, será  que as coisas irão mudar?'' A cada dia me sinto fraca e o buraco negro que ocupou o lugar de meu coração, me suga cada vez mais para dentro dele. Não saber quem é, é como se não tivesse alma. Dando Lugar a Incertezas e Angustias...Vivo a procura da minha alma...

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget