domingo, 11 de outubro de 2009

O meu reflexo no espelho é o que restou


Meus olhos estão cegos pela escuridão. No caminho as pedras rolam. E não aguento mais cair. Não fico mais aqui. Meu coração chora em silêncio. Ouço as pessoas me dizendo o que fazer e por onde seguir. As cobranças me perseguem. Tudo me tira a paz. Nem lembro a ultima vez que sonhei. Onde eu estou? Onde caminho agora não é permitido sonhar. Minhas lágrimas caem, minha alma grita. E eu não sei o que devo fazer. O que falar? Eu estou rastejando entre essa insanidade e aflição.
Não sei onde você está. Não sei nem ao menos quem sou. Eu apenas espero o sol sair. Mais a escuridão é tão forte, que nenhum raio de luz consegui me salvar. E essa noite dormirei sangrando. Amanhã talvez eu não acorde. Acho que será o único modo de fazer a dor passar. O meu reflexo no espelho é o que restou. O que restou de mim, e da dor. Lhe mandarei o meu coração em pedaços. Pois foi o que sobrou.
Quando você menos esperar vai doer. Mais em você do que foi para mim. E quando correr atrás eu não estarei mais aqui. E antes de dormir, olhara para os céus. E lembrará de mim.

Um comentário:

alex disse...

nunca me arrependi de ficar lendo aqui seus textos, muito lindos *_*

Ocorreu um erro neste gadget