domingo, 19 de fevereiro de 2012

Música atual, nossa cultura em pleno caos

A criatividade esta somente com alguns, que infelizmente não fazem sucesso por conta da mídia . Que prefere promover apenas o que “vende”, infelizmente estes talentos passam despercebidos pela maioria, que é muitas vezes é obrigado a escutar coisas deprimentes e totalmente sem criatividade. A falta do gosto para música boa está em falta, a musica é comercial e apelativa. Nosso dia a dia está voltado a alienação. Reconhecemos que fenômenos juvenis são, por definição, impossíveis de serem assimilados por quem já passou da idade certa para apreciá-los.
Mas em outros tempos, pelo menos, as bandas tinham o que dizer. Não é possível que seja apenas nostalgia. O grunge tinha uma mensagem, e o Nirvana, com certeza, era o melhor porta-voz. Legião Urbana tinha uma mensagem, Beatles tinha uma mensagem. O movimento punk tinha uma mensagem. Nossa juventude “não culta” e sem idéias próprias, que forma a maior parte dessa nova geração que não tem referencia de musical, música de conteúdo. Simplesmente se deslumbram com modinhas fúteis.
Creio que hoje em dia a música e o entretenimento como um todo chegou a um ponto em que não é possível definir entre a arte e produto. Todo novo movimento artístico que surge, por mais revolucionário e honesto que seja, é logo engolido pela economia. Foi assim com o rock’n’roll, o punk, o grunge, sucessivamente. Esta tendência “consumista”, porém, não impede que boas músicas sejam feitas. Muitas vezes, as músicas podem render dinheiro por que são realmente de valor, e não apenas por atingirem ao público alienado. Vivemos hoje numa cultura,aliás dita globalizada, que valoriza muito mais a forma do que o conteúdo. 
A arte da música foi se apagando aos poucos durante os anos ‘90. Mesmo que hoje em dia ainda haja uma  ou outra banda que crie arte, a verdade é que fazem parte de uma pequena minoria, até porque hoje o que rende não é a arte, mas sim a moda. Mesmo as grandes bandas que criaram verdadeiras “obras-primas”, perderam muita qualidade nos anos recentes.
A música nos anos 60, 70 ou mesmo antes, era, sim, considerada arte, mas ao mesmo tempo produto, afinal as pessoas compravam, negociavam shows desses artistas, etc. Isso sempre aconteceu, desde que a música existe! Mas era arte, pois as letras tinham uma mensagem a transmitir, e as melodias eram realmente complexas. Hoje a música nunca foi tão produto como agora! A arte musical hoje, simplesmente não existe, e basta para isso, ver a quantidade de projetos de músicas e disparates que se comentem em nome da “arte”(leia-se dinheiro e sucesso fáceis). As músicas falam de corpo, se tornou vulgar, sem melodias ou letras compreensíveis.
Tudo que foi tratado aqui têm suas exceções, mas para falar geralmente, é exatamente isso. A música boa não está extinta, entretanto, podemos contar nos dedos, aquilo que realmente é bom. Músicas sem nenhum valor, mostram a ignorância do povo a partir do gosto musical desses, que tanto se mostra entendedores. Música no Brasil, música atual, não serve mais para alimentar as mentes, trazer conhecimento e cultura que por sua vez traz o senso crítico, e verdadeira sabedoria. Fica claro que todas essas mùsicas de hoje em dia, só servem para mostrar que a sociedade está corrompida e manipulada.
Maria Graziela Bamps. 

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget