segunda-feira, 14 de setembro de 2009


Meus pensamentos estão confusos. Quero ir, mais tenho que ficar, Quero ficar, mais tenho que ir. Coloco minha cabeça no travesseiro, e sinto que ele esta molhando, as lágrimas toma conta dele todas as noites. O medo me consome, estou com medo. Salva-me? Parece forte? Mais estou despedaçando por dentro, pareço igual? Mais sei, estou fora dos padrões. Não quero viver uma mentira, eu corro em círculos, estou acelerando. Me desacelere! Meu coração está chorando há tanto tempo. Diz que vai segurar minha mão, e que me guiara, eu nunca te deixarei cair. Pareço sorrir? Pareço ser feliz? Salva-me.
Só preciso respirar, alguém, por favor! Me ajude! Estou procurando o caminho certo. Procurando meu lugar. Mas mais uma fez eu me perdi. Não sei o que acontece, as lágrimas saem tão naturalmente. Pegue minha mão, talvez juntos abriremos os olhos e seguiremos a melhor estrada, talvez venceremos as piores barreiras. Talvez viveremos o melhor dos sonhos, mais apenas peço que segure minha mão, não deixe cair meu coração, não deixarei cair o seu. Mais uma vez estou aqui, preciso respirar. Não sei o meu lugar, nem por onde seguir. Isso me mata, estou morrendo, mas, aguente, só vá quando eu dormir. Salva-me.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget